sábado, 18 de julho de 2015

Agrimonia eupatoria L. (Rosaceae)

Vamos hoje postar aqui uma bela rosácea: Agrimonia eupatoria L., que fotografámos em 3.VI.2014 em Coimbra, pr. Souselas, num talude de natureza calcária, em pleno CW. calc.
Trata-se de uma planta perene de vasta distribuição eurasiática, norte-africana e macaronésica, tradicionalmente considerada como medicinal, e que se pode encontrar por vezes em orlas de bosques ou de matos (http://ww2.bgbm.org/EuroPlusMed/PTaxonDetail.asp?NameCache=Agrimonia%20eupatoria&PTRefFk=7300000

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Veronica Anagallis-aquatica L. (Plantaginaceae) e Oenothera rosea L'Hér. (Onagraceae)

Fotografámos hoje em Coimbra estas duas beldades num local húmido (alt. ca. 110 m, 29TNE4950):
Veronica Anagallis-aquatica L. (Plantaginaceae) em plena floração, e Oenothera rosea L'Hér. (Onagraceae), podendo ver-se uma cápsula claviforme ainda verde.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Hypericum perforatum L. (Hypericaceae)

E porque estamos na época do S. João, aqui fica uma planta que é por vezes chamada a erva de S. João ("St John's wort") - Hypericum perforatum L. (Hypericaceae), que fotografámos em Numão, local granítico, alt. ca. 700 m (conc. de Vila Nova de Foz Coa), em 11.VI.2015. Trata-se de uma planta de vasta distribuição eurasiática, norte-africana e macaronésica, e que é bastante comum em Portugal continental:
É uma espécie que possui propriedades medicinais, podendo em certas regiões do globo ser considerada naturalizada ou mesmo invasora:
 



quarta-feira, 24 de junho de 2015

Streptocarpus saxorum Engler (Gesneriaceae)

 
 Adquirimos (por um preço modesto) uma curiosa planta ornamental exótica de folhas opostas, ovadas, inteiras e pubescentes, com belas flores violáceas de simatria bilateral e frutos aparentemente deiscentes e até talvez ligeiramente explosivos, podendo talvez expelir as sementes, um pouco semelhantes aos das Impatiens (Balsaminaceae). A planta parece ser perene e poderia ser eventualmente uma acantácea, gesneriácea ou escrofulariácea em sentido lato, ou pertencer a uma família afim, do vasto grupo das Simpétalas...
Antecipadamente, agradecemos as sugestóes dos amigos blogueiros!
A sugestão Streptocarpus saxorum Engler (Gesneriaceae) encaixa perfeitamente e parece-nos inteiramente apropriada para esta espécie perene sul-africana e capense, de frutos torcidos deiscentes e sementes pequenas e numerosas, conforme se poderá consultar por exemplo nestes sites:

 

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Salix atrocinerea Brot. (Salicaceae)

Para comemorarmos devidamente o Solstício de Verão, aqui fica um belo arbusto serrano: Salix atrocinerea Brot. (Salicaceae) - da Serra de Montemuro, pr. Gralheira, acima dos 1000 m, 3.V.2014.

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Gunnera sp. (Gunneraceae)

Ainda aqui não tinha sido postada uma Gunnera (da família Gunneraceae, predominantemente do Hemisfério Sul), por isso aqui fica. Foi fotografada no concelho de Vouzela: Figueiredo das Donas, alt. ca. 300 m, em 22.V.2015.

sábado, 13 de junho de 2015

Um trio de plantas serranas

Trazemos hoje aqui um simpático trio de beldades serranas: Erica umbellata L., Ericaceae (no centro), Quercus pyrenaica Willd., Fagaceae (à direita) e a conhecida carqueja, com flores amarelas: Pterospartum tridentatum (L.) Willk. subsp. cantabricum (Spach) Talavera & P.E. Gibbs, Fabaceae = Leguminosae.
A foto é de 22.V.2015, algures na serra de Montemuro, talvez acima dos 1000 m de altitude.